Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco de V. Melim, Lda

Fundada em 1883

Com mais de 125 anos de história, a Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco de V. Melim, Lda é uma referência na produção de mel-de-cana, um produto que cruza a sua identidade com a própria identidade da Ilha da Madeira.

Logo depois do descobrimento da Ilha, em 1419, este espaço afirmou-se entre os produtores de cana-de-açúcar, actividade que se tornou basilar no desenvolvimento e prosperidade da Madeira. Desde então e até hoje, o brasão da cidade do Funchal guarda como armas os cinco pães de açúcar.

A produção de açúcar, mel-de-cana e aguardente atingiu o seu expoente máximo nos séculos XV e XVI, pois ainda que os 33 engenhos fossem de pequenas dimensões, muitos estrangeiros afirmavam que o açúcar da Madeira era o melhor do mundo.

No século XVIII, depois de um período menos bom, apenas laborava o engenho da Ribeira dos Socorridos. Importante no revitalizar deste produto, este engenho foi o “pai” da Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco, cujos registos históricos unem por relação familiar.

Em 1883, nasce o engenho do Ribeiro Sêco, pelas mãos de Aluísio César Bettencourt, mas é na direcção de seu filho, Luís Vogado Bettencourt que o nome desta fábrica se confunde com o próprio mel. Com o encerramento dos engenhos de aguardente em 1927, Luís Vogado Bettencourt hipoteca todo o seu património e recorre à banca para investir na fábrica, tornando-a num engenho especializado para a produção do mel-de-cana. Ficando, assim, a Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco, conhecida por engenho do mel.

À sua morte, a fábrica passa a ser gerida pela sua esposa, Maria Ilda Bettencourt, sendo depois herdada pelos seus sobrinhos Jaime dos Anjos Melim e Vasco Rates de Melim. É Vasco Rates de Melim que se dedica então à produção de mel-de-cana continuando a obra dos seus antepassados até hoje, partilhando a Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco com Maria Alexandra Melim Camacho, Maria Luísa Melim Encarnação, José Alberto Melim e João Carlos Melim.

Entre períodos de auge e outros de menor produção, o mel-de-cana nunca deixou de ser produzido e sobretudo de estar à mesa dos madeirenses, em especial no Carnaval e no Natal. Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco é uma fábrica que protege a cultura secular da cana doce como património intemporal da Madeira.


Mel-de-Cana

Cana-de-açúcar Engenhos Sumo da Cana - Guarapa Clarificadores Filtração Mel-de-cana

O mel-de-cana que adorna a mesa dos madeirenses é o culminar de um processo que se inicia com a recolha da cana-de-açúcar. Já na fábrica, as canas são introduzidas em dois moinhos conhecidos por engenhos, dos quais é extraído o sumo de cana, designado por guarapa. Esta é depois canalizada para uma primeira filtração, segue a cozedura nos clarificadores e depois uma nova filtração que garante um extremo rigor no processo de aprimoramento do produto.

Na fase seguinte, a guarapa entra nas evaporadoras para continuar o processo de cozedura e evaporação da água ainda existente. Na fase final, uma nova cozedura e a última filtração que antecede a introdução do xarope na caldeira de vácuo. Falta então o último passo, já mel-de-cana é passado para um reservatório onde repousa e arrefece naturalmente.

O mel-de-cana é muito mais do que uma testemunha da história, é um produto vivo, moderno, em constante adaptação cuja produção é uma verdadeira arte.


Distribuidora Oficial

A MELBOM – Comércio de Produtos Alimentares, Lda. é a distribuidora oficial dos produtos de marca Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco. Está sediada na Fábrica Mel-de-Cana Ribeiro Sêco e vai ajudá-lo a adquirir o mel-de-cana Ribeiro Sêco, bem como as broas e os bolos de mel-de-cana.

Consulte aqui os produtos disponíveis: consultar produtos

Fábrica Ribeiro Sêco